Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2013

Jardim Botânico do Museu Nacional de História Natural

Fonte
Um Jardim acolhedor e cheio de história, são 4 ha para descobrir e passear enquanto pode observar espécimes vegetais oriundos de diversos cantos do mundo. Um ponto de interesse que deve merecer a sua visita para um mergulho na história, na cultura e também para uma abordagem mais científica. Um passeio que nos permite esquecer que estamos na cidade e que nos faz integrar na natureza de forma subtil. Uma aproximação necessária e revitalizante para o corpo e para a mente. Uma das suas missões é aproximar a sociedade às plantas, assim como proporcionar o aumento da literacia científica das comunidades. Mais informações aqui.
Jardim Botânico do Museu Nacional de História Natural  Localização: Rua da Escola Politécnica 56/58, 1250-102 Lisboa Telefone: +(351) 213921808 Email: geral@museus.ul.pt Site: http://www.mnhnc.ul.pt Tarifa de entrada: 2,00 € Domingos e Feriados entre as 09h00 e as 14h00 – Gratuito Horário: Terça feira a sexta feira: 10h – 17h
Fins-de-semana, 11h-18h
Encerra às segundas fe…

Cravo Símbolo da Liberdade e da Democracia

Fonte
título
25 de Abril : Festa da Liberdadeedição
[Lisboa] : 25 de Abril, Comissão Promotora, [s.d.]dimensões
66 x 48 cm.descritores
25 de Abril
Comemorações
PortugalTexto do cartaz: Desfile-15.30h., M. Pombal-RossioURL
http://sinbad.ua.pt/cartazes/CT-ML-II-551

Mais Cartazes 25 Abril aqui.


O Cravo tornou-se para Portugal e para o mundo símbolo da Liberdade e da Democracia. São conhecidas várias versões sobre o aparecimento dos cravos no dia de revolução. Contudo são estas as três mais conhecidas. A primeira: as flores surgiram devido a um casamento agendado para o dia 25 que não se concretizou por as conservatórias estarem fechadas. A segunda: uma empresa de exportação de flores tinha um carregamento de cravos para enviar para o estrangeiro, com o aeroporto encerrado, as flores foram devolvidas para o Rossio.
A terceira versão e a mais conhecida apresenta-se com um rosto e é a protagonista Celeste Martins Caeiro que conta a história na primeira pessoa.




Louça de Coimbra

Fonte da imagem aqui
A bela cidade de Coimbra e o seu concelho na região centro de Portugal, são responsáveis por uma das maiores produções de cerâmica do pais há vários séculos, são detentores do mais antigo documento escrito referente à cerâmica nacional, datado de 1145. Existindo também na cidade de Coimbra provas documentais que remontam ao século XVI, que aprovam e regulam os intitulados “malagueiros”, nome atribuído aos artífices que coziam as peças por duas vezes. Uma das mais bonitas e mais procuradas louças portuguesas é sem dúvida a de Coimbra. Esta louça é produzida em Coimbra, Conímbriga e Condeixa-a-Nova. Apresentando vários tipos de fiança que vão desde o séc. XV, de tendência islâmica à fiança do séc. XVII, apresentando cenas de caça e pesca a cores suaves, passando pelo séc. XVIII, com motivos de pássaros amarelos, escamas e Delft. Contudo só no séc. XX é que se começaram a fazer reproduções com alguma qualidade da nossa faiança do séc. XVII, que replicavam as faianças …

Dia Internacional do Livro Infantil

Em homenagem ao nascimento de Hans Christian Andersen, no dia 2 de Abril em 1805, foi escolhido o dia Internacional do livro infantil. O escritor de origem dinamarquês é considerado o primeiro autor a romancear as fábulas, especialmente para crianças. Tal como as histórias antigas, ele também se preocupava com a transmissão a novas gerações, de moral e valores, pondo em evidência a disputa entre poderosos e figuras mais fracas. As suas obras passaram fronteiras, são intemporais e estima-se que tenha escrito mais de 150 histórias, entre elas O Patinho FeioA Pequena SereiaA Roupa Nova do Rei e A Polegarzinha.
Em Portugal a escritora Sara Rodrigues tem feito um trabalho notável na produção de literatura infantil de destacar as três obras acima indicadas.  Colecção iniciada em 2007, que reúne adaptações livres dos clássicos da literatura portuguesa para os leitores mais atentos e mais pequenos (a partir dos 8 anos). É a uma primeira abordagem aos clássicos portugueses, que posteriormente…

Coisas da Páscoa

Foto: M&S 
A Páscoa é uma tentação e estes amigos são a minha perdição.  Para quem gosta de Lendas e do universo fantástico para que nos remetem, aqui fica o convite. Lenda do Folar da Páscoa