Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2011

Pastéis de Bacalhau

A primeira vez que aparece referência é na Arte do Cozinheiro e do Copeiro que datade1841 do Visconde de Vilarinho de S. Romão (1785-1863), com o nome de «bacalhau feito em bolinhos», bolinhos esses que correspondem hoje àquilo que chamamos pataniscas.
Já com o nome de «bacalhau em bolinhos» surgem no Formulário Para Cozinha e Copa no ano de 1860, um artigo assinado por Hum Curioso da Província do Minho, pseudónimo de João Borges Pacheco Pereira da Rocha Pimentel (1802-1873), muito parecidos com os atuais, expecto no facto de aparecer pão ralado em vez de batata e do borrifo com pós de açúcar. Surgem outra vez na Arte de Cozinha decorria o ano de1876 por João da Mata.



Apareceu pela primeira vez registada no Tratado Completo de Cozinha e de Copa no ano de1904, de Carlos Bento da Maia, pseudónimo que corresponde ao oficial do exército Carlos Bandeira de Melo (1848-1924), com o nome de «bacalhau em bolos enfolados». Hoje em dia não deixam de ser mencionados com a designação de «pastéis» …

Mariza - Primavera

CARLOS DO CARMO "Um Homem na Cidade" (ao vivo Lisboa)

Mariza "Cavaleiro Monge"

Amália Rodrigues,"Uma Casa Portuguesa".

Fado

Óleo s/ tela
José Malhoa
1910
Dim.: 1525mm X 1855 mm Nº Inventário: MC.PIN.1 Localização: Temporariamente em exposição no Museu do Fado
O Fado pode ser encarado como um objeto etnográfico por excelência, ou ainda como um dos aspetos centrais da cultura popular portuguesa. Povo que canta o destino, com alma, sentimentos, dando aso ao acaso e ao improviso. Virados para o mar abraçamos o horizonte e puxamos sentimentos guardados deixando vozes vibrantes cantar no sentido da alma. Mas o fado não se resume à construção as emoções do povo português. Lisboa cidade portuária que faz sonhar com novos mundos, ponto de partida e de chegada, cidade de marinheiros e de viajantes. Imaginar a cidade noutros tempos faz sonhar como seria a vida, o destino dos seus habitantes, qual o seu fado? Um enorme misticismo remete-nos para os meandros da cidade, as pessoas que a habitam. Em traços de cor e sons ficamos com os sentidos apurados.
O fado nasceu, foi construido e projetado num e de um meio popular. Falar d…

"A Severa" estreia a 18 de Junho de 1931 no cinema S. Luís. Baseado na obra de Júlio Dantas foi o primeiro filme sonoro realizado em Portugal

Apresentação de Candidatura do Fado

Vinho do Porto

Para o vinho do Porto só existe um copo: Cálice Mas uma variedade de cores e sabores
É um dos produtos portugueses mais conhecidos a nível nacional e internacional e um dos mais apreciados. Podendo até ser apelidado de “precioso néctar Português” ou ainda o “Néctar dos Deuses”. Está presente em quase todas as casas portuguesas principalmente nas casas portuenses anfitriãs do precioso néctar que brinda quase todos as cerimónias e ritos de passagem da nossa sociedade. Apreciado por todas as classes sociais, todos as idades, todos os gostos é uma bebida carregada de história e tradição que anima e alegra os mais céticos. Este vinho é produzido na região demarcada dos vinhos do alto douro, território distinguido como património da humanidade com características muito específicas, incluindo a categoria de paisagem cultural. Os três critérios tomados pela UNESCO em 2001 foram: a produção de vinhos na região à mais de 2000 anos, cujas atividades humanas associadas moldaram e conferiram um car…

Vinho do Porto

Vinho do Porto

B

Vinho do Porto

Vinho do Porto